Sexta-feira, 29 de Julho de 2005

Em fim-se-semana

Chegando o verão isto aqui, nos blogs, fica uma pasmaceira. Volta e meia as pessoas desaparecem, vão de férias, e só resta a saudade. Depois, o próprio calor faz-nos pessoas alteradas. Para mim, que vou a 2 de Outubro fazer uma maratona no Porto, esta é uma altura de treino no duro. Portanto é aguentar.
Tenho um amigo, camarada de corridas, que trabalha numa gráfica; sabendo-me apreciador de poesia presenteia-me, volta e meia, com algumas edições que pela mão lhe passam. Deixo-vos um poema de uma edição recente - Junho de 2005. Editora FROUCEIRA; 7Amigos|Artes Gráficas, Lda - Gualtar, Braga.
de Ramón Rodríguez Porto, jornalista, escritor e poeta galego. O poema chama-se Ponte 25 de Abril:

Lisboa xace cos pés mollados no Taxo
que non é rio... senón mar.
O chamado "Da Palha"
que atravesan os "cacilheiros" tódo-los dias
para as xentes que queren cruzar


A ponte 25 de Abril
a máis longa de Europa que se pode ollar,
o seu nome lembra a"revolución dos caraveis"
e fai esquecer o do dictador Salazar...

publicado por maratonista às 20:43
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 26 de Julho de 2005

Presidenciais

Acerca das presidenciais quero dizer duas coisas:

  1. Que se os checos tiveram a hipótese de votar em Vaklav Havel eu gostaria que o PS me desse a oportunidade de votar num poeta para presidente da república.

  2. Acho de muito mau gosto servir alcagoitas no Palácio de Belém.
publicado por maratonista às 19:47
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 25 de Julho de 2005

olha. apareceu-me o Einstein

de vez em quando

a voz solta-se

e a poesia corre

como água da chuva

nas avenidas dos sentimentos



em tempos distantes

diria que a pena

era uma dama inconstante

mas hoje

dedilhando o teclado

preto computacional

sinto o peso

da fatuidade do meio



olha

tenho o Einstein

no canto superior direito

de braços cruzados

a bater o pé

e a olhar para mim

com sobrancelhas cerradas

publicado por maratonista às 19:57
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 22 de Julho de 2005

Concertos Promenade IV

E voltamos aos concertos promenade. Alguém, anónimo, tem vindo a comentar os postos sobre os concertos promenade criticando a opção tv por contraponto à opção radio. Quero esclarecer aqui algumas coisas.
primeiro: Rádio ou TV são meios de difusão. O meu objectivo é o da divulgação de um acontecimento músical extraordinario, e nesta particular altura, devido aos atentados de Londres, a partilha com os londrinos desse acontecimento. Como meio de difusão em massa a tv suplantou à muito a rádio por isso a chamada de atenção segue o caminho mais conveniente. Acresce que o ambiente ali vivido tem a ver não só com a música mas com a partilha da sua fruição e isto, para quem está longe (não inserido no ambiente), é mais claramente apreendido e partilhado pela visão conjunta com o som.
segundo: Rádio ouço durante todo o dia, com a Antena 1 e Antena 2 em particular destaque, e tv só para filmes, noticiários e um ou outro acontecimento mais especial (futebol não incluido que não sou apreciador). Espero ouvir, pelo menos, alguns concertos pela rádio.
terceiro: E porra! Está um gajo a querer fazer divulgação cultural e ainda acaba por ser criticado. Arre que é demais.

(Este posto aparece aqui e agora porque, se calhar, bebi uma cervejinha a mais. Friday fever.)

publicado por maratonista às 21:04
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 21 de Julho de 2005

O caso Ballet Gulbenkien







Estou a fazer experiências. Este posto está
a ser feito com o FrontPage. Mas vamos a assuntos sérios.


Tenho evitado escrever algo sobre o caso de
a Fundação Gulbenkien ir acabar com o Ballet Gulbenkien, é que é mau demais. Na
revista ÚNICA que vem com o jornal Expresso (da semana passada) Clara Ferreira
Alves, que assina a última página da revista sob o título de Pluma Caprichosa,
acaba assim o seu artigo:


"A Fundação Gulbenkian foi a instituição
que mais respeitei e admirei em Portugal, e tem obrigações e tradições neste
domínio. A Gulbenkian não é dirigida por autodidactas e espertalhões e sim gente
competente, culta e séria. Por favor, não façam isto, ou, se o fizerem, não
façam isto assim. Honrem a memória do cavalheiro arménio, aliás, o único homem
que enriqueceu com o petróleo iraquiano e devolveu parte dos lucros à
humanidade. O único."


Junto a este texto um comentário pessoal
acerca do assunto: é uma tristeza que uma mulher (Teresa Patrício Gouveia) que
esteve ligada a Alexandre O'Neill venha a público defender esta decisão.





publicado por maratonista às 20:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 19 de Julho de 2005

pequenes estórias

Desce as escadas do prédio. Atravessa o pátio e abre o portão. Passa para o passeio do outro lado da rua e olha para a enfiada de prédios da qual aquele que habita faz parte. De repente sente-se como o careca que jogava à carica em Caracas: apenas mais uma personagem de um conto. Uma marioneta nas mãos do destino. O vento invernal, cortante, fá-lo ter um arrepio. Aperta o botão do colarinho, levanta a gola do casaco e busca a boina basca, dobrada no bolso de trás das calças, para proteger a cabeça, já meio careca, do frio. Apressa o passo em direcção à baixa. Pelo caminho para no 1º de Maio para tomar uma bica e um bagaço. O estômago queixou-se; não era desjejum para um homem da sua idade. Seguiu em direcção à rua da Sofia, nesta cortou por uma transversal ruela torta e calcetada. A alguns metros do seu destino parou e olhou, dissimuladamente, em volta procurando aquela espécie de seres que compõem o corpo da polícia política (nunca, ao longo da sua vida, sentiu que lhes poderia chamar seres humanos). Nada. Apenas um bêbado sentado numa soleira e uma mulher da noite de regresso, cansada, ao porto de abrigo que chamava lar (e de imediato arrependeu-se de ter pensado ‘nada’, mesmo os deserdados da sociedade não são nada). Avançou os passos que o separavam do sítio, uma casa de dois pisos com um telhado de estilo oriental. Bateu com a maçaneta e do outro lado veio a pergunta:



- Quem é?

- É o novo feitor.

- Da quinta da Mourinha?

- Não. Da quinta do Norte.

Santo, senha e contra-senha confirmados e abre-se a porta.

- Ora viva camarada.

- Viva. Quem é que vou passar e para que zona?

- Hoje temos um rapaz novo. Poeta.


publicado por maratonista às 20:03
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 18 de Julho de 2005

Senhores feudais

Acerca da guerra que se instalou entre o grupo Espirito Santo e o grupo de imprensa de que faz parte o Expresso, Jorge Fiel na sua coluna Invisíveis Correntes no suplemento Economia & Internacional do jornal Expresso tem este pedaço de prosa intitulada Senhores feudais:



"Há quem tenha a ilusão de pensar que com dinheiro se pode comprar tudo. E há pior. Há gente habituada a vender a mãe - e não a entregar, para a poder vender outra vez. Gente habituada a não olhar a meios para obter de ministros e autarcas a luz verde para os lucrativos projectos empresariais. Gente que reage mal quando tropeça em alguém que não está à venda - logo desata a chantagear, bolçando mentiras velhas e copiando de João Jardim os modos, o palavreado e os disparates.


A boa notícia é que nem todos os jornalistas são susceptíveis de serem amaciados e esterilizados com férias pagas - de Verão em Ibiza ou de Inverno na neve (com oferta garantida de fatos de esqui novos, todos os anos).


A boa notícia é que há empresas editoriais que para sobreviver e dar lucro não precisam de andar curvadas a trocar pacotes de assinaturas ou campanhas de publicidade por silêncios cúmplices - e dispensando aos benfeitores a deferência temerosa que os servos da gleba prestavam aos senhores feudais.

publicado por maratonista às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 15 de Julho de 2005

Concertos Promenade III

A Antena 2 está a dar neste momento, em directo, o concerto de abertura dos Promenade. Na TV a única informação que tenho, do site da BBC, BBC Proms, é que os concertos passam na BBC One, BBc Two e BBC Four.
publicado por maratonista às 19:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 14 de Julho de 2005

Concertos Promenade II

Falando, ainda, dos concertos Promenade. Alguém, nos comentários, informou que a Antena 2 vai dar os concertos, a maior parte em directo. É uma boa ideia, principalmente se a televisão não os der. Mas não é uma boa alternativa porque aquele ambiente só visto, mas é que mesmo só visto. Talvez a BBC os passe. Vou procurar notícias e depois digo qualquer coisa.
publicado por maratonista às 20:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 12 de Julho de 2005

Conselhos

Conselhos a quem corre pelas ruas de uma cidade:


  • Ao correr no passeio ter cuidado com as curvas fechadas. Há aquele sacana de automobilista que deixa o carro estacionado em cima do passeio e se vais lançado entras por cima da capota a toda a velocidade e só paras no outro lado estendido no chão.

  • Exactamente no mesmo tipo de lugar ter cuidado com os sinais de transito, principalmente se habitas numa cidade em que o presidente da câmara é de baixa estatura. A altura dos mesmos é medida pela do senhor presidente e arriscaste a dar uma valente cabeçada num pedaço de metal. Temos a cabeça dura mas tanto também não.

  • No caso de estradas municipais cuidado (uma vez mais) com as curvas mais fechadas. Como corres ao fim do dia, e uma vez que os trabalhadores municipais que estavam a arranjar a estrada de paralelos já se foram embora, arriscaste e uma boa entorse porque eles deixaram o trabalho a meio com parte dos paralelos desalinhados e lá atrás nenhum sinal a avisar.


publicado por maratonista às 20:34
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sol & Sombra

. blue Wine

. O Monsto do Espaço

. the day after

. uma pausa

. trabalho infantil

. está calor, não está?

. gaspacho amim, gaspacho a...

. bizantinice

. so beautiful to me

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

.links

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds