Sexta-feira, 28 de Abril de 2006

pérola

Redacção de uma menina de 8 anos publicada no Jornal do Cartaxo:

Definição de Avó


"Uma Avó é uma mulher que não tem filhos, por isso gosta dos filhos dos outros. As Avós não têm nada para fazer, é só estarem ali. Quando nos levam a passear, andam devagar e não pisam as flores bonitas nem as lagartas. Nunca dizem "Despacha-te!". Normalmente são gordas, mas mesmo assim conseguem apertar-nos os sapatos. Sabem sempre que a gente quer mais uma fatia de bolo ou uma fatia maior. As Avós usam óculos e às vezes até conseguem tirar os dentes. Quando nos contam historias, nunca saltam bocados e nunca se importam de contar a mesma história várias vezes. As Avós são as únicas pessoas grandes que têm sempre tempo. Não são tão fracas como dizem, apesar de morreram mais vezes do que nós.
Toda a gente deve fazer o possível por ter uma Avó, sobretudo se não tiver televisão."

 (quando pouco há para dizer saca-se de uma "pérola" apanhada na net e arquivada)

publicado por maratonista às 11:15
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 24 de Abril de 2006

25 de Abril, sempre

    Amanhã passam 32 anos desde que um grupo de corajosos capitães resolveram restituir Portugal aos portugueses.
    Sabemos que as coisas não são perfeitas.
    Sabemos que gente que apoiava o anterior regime está de novo em alta e na alta.
    Sabemos de pides medalhados e heróis esquecidos.
    Sabemos do futuro eternamente adiado.
    Sabemos de jovens que, como me disse uma amiga minha nessa situação, estão mais de 10 anos no mercado de trabalho sem um contracto.
    Sabemos que os políticos eleitos estão mais preocupados em deixar contentes os seus correligionários do que em resolver os problemas do país.
    Sabemos tudo isso...mas eu não podia escrever isto antes do 25 de Abril sem ser preso pela pide (não ponho em letra grande PROPOSITADAMENTE), torturado e condenado sem que me pudesse defender.
    E isto vale muito!
    Portanto vou celebrar.
    e vou recordar Salgueiro Maia
    e Melo Antunes
    e tantos outros
    e vou estar a pensar num outro Capitão de Abril que está no hospital vítima de uma agressão brutal.
    E amanhã, intemporal, Zeca Afonso cantará uma vez mais Grândola Vila Morena.
    Amanhã, 25 de Abril, com Maio Maduro Maio, assim tão próximo.
publicado por maratonista às 19:15
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 20 de Abril de 2006

Parvinha

Eu sei que tenho postado pouco mas não só o trabalho tem sido muito como têm surgido complicações. Resolvem-se mas cansa. Daí que por agora vos deixe apenas uma notícia tirada do último número da Revista de Vinhos. Tem a sua graça.
A mesma empresa que faz o Licor Brandymel, Viniparra de seu nome, vai lançar um novo Licor de Amêndoa Amarga, com origem no Algarve. O nome do licor vai ser...Parvinha.
A Revista de Vinhos diz que aguarda pelos slogans promocionais, eu também estou em pulgas para ver as ideias da equipa responsável pela publicidade (então as que ficarem por divulgarem devem ser um mimo).
publicado por maratonista às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 18 de Abril de 2006

Uma conversa Interessante

De vez em quando há estorinhas que nos fazem sorrir. Vão lá sorrir com esta, é só seguir o link: Uma Conversa Interessante
publicado por maratonista às 10:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 17 de Abril de 2006

preconceitos

É segunda-feira e aqui por Braga está quase tudo fechado. Até para tomar um café é preciso andar à procura. Do fim-de-semana prolongado não há nada a contar excepto algo que o professor Júlio Machado Vaz disse na rádio. Conta ele que no início não gostava muito do actor Sean Penn (devo dizer que comungava da mesna opinião) até que o foi ver num filme de Woody Allen. Entrou na sala a pensar -  o que é que o Woody vai fazer com este canastrão, e saiu de lá a resmungar consigo próprio e com os seus preconceitos. E conclui: todos nós temos preconceitos, e por isso mesmo é que temos de os reconhecer a fim de os tentar llimitar.
publicado por maratonista às 11:49
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 14 de Abril de 2006

Walt Whitman II

O prometido é devido. Tinha dito que ainda haveria de trazer mais Walt Whitman por aqui, pois não é tarde nem é cedo. Deixo-vos três poemas curtos, não só pela sua beleza formal mas também, e principalmente, pela sua beleza intrínseca.

O CORREDOR

Sobre a estrada plana corre, em boa forma, o corredor,
É magro e vigoroso com pernas musculadas,
Tem roupa leve, inclina-se para a frente quando corre,
Com os punhos ligeiramente cerrados e os braços um pouco
                erguidos.

MULHERES BELAS

As mulheres sentam-se ou mevem-se de um lado para o outro,
                umas velhas, outras jovens,
As jovens são belas - mas as velhas são mais belas que as jovens.

PENSAMENTO

Sobre a Igualdade - como se isso me prejudicasse, dar aos outros
               as mesmas oportunidades e direitos que a mim próprio -
               como se isso não fosse indispensável aos meus próprios
               direitos que os outros possuam o mesmo.
publicado por maratonista às 19:31
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 13 de Abril de 2006

Porque vale apena

De vez em quando há postos nos blogues que penso vale pena divulgar.
Portanto ide lá (ainda não consigo pôr hiperligações, portanto copiem o link e colem-no)
 http://troll-urbano.weblog.com.pt/arquivo/2006/04/os_novos_pecado.html.
publicado por maratonista às 19:50
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Abril de 2006

A notícia

    A notícia vem hoje no jornal Público e pasmem-se:
    O Supremo Tribunal de Justiça considerou como "lícito" e "aceitável" o comportamento da responsável de um lar de crianças com deficiências mentais, acusada de maus tratos a vários menores. Ou seja são lícitos "correctivos" corporais dados a crianças deficientes.
    O Supremo Tribunal de Justiça?
    O Supremo Tribunal de Justiça?
    Mas quem é que nomeou esta gente para estes cargos?
    E há mais!
    Tendo em consideração que a responsável trabalhava sem qualquer folga a juiza de instrução considerou que seria a arguida, e não as crianças, a verdadeira "vítima de maus tratos".
    Pronto passei-me, quero lá saber que sejam juizes do Supremo Tribunal de Justiça, são é umas grandessíssimas bestas!
publicado por maratonista às 10:14
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 11 de Abril de 2006

situações

    Hoje vão sair dois postos. Para além da razão de fundo deste posto há anda uma novidade, a área de novos postos destes blogues-beta do sapo tem novas funcionalidades. Isto está catita.

    A notícia vem na revista Atletismo deste mês:
    O treinador francês de atletismo Jean Conrath foi condenado a três meses de prisão e 8.000 euros de multa por ter albergado atletas quenianos "em condições contrárias à dignidade humana".
  Infelizmente este tipo de situações acontece com frequência. Determinados tipos de pseudo-empresários arrebanham atletas africanos para virem correr na Europa e juntam-nos em apartamentos minúsculos, fazem-nos correr semana atrás de semana em corridas de estrada até eles estarem totalmente rebentados e depois despacham-nos para os respectivos países e ainda lhes roubam o dinheiro dos prémios e dos cachês.
publicado por maratonista às 19:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Uma portuguesa reina no coração do povo etíope

No jornal Público de hoje, na secção Cartas ao Director, Ana Filgueiras acabada de chegar da Etiópia conta-nos como "Uma portuguesa reina no coração do povo etíope".
Ana Gomes (que foi nossa embaixatriz na Indonésia a quando da independência de Timor), enquanto deputada do Parlamento Europeu integrou a comissão de fiscalização das eleições de 2005 e o relatório que apresentou denunciava a fraude por parte do partido no poder."Ana Gomes teria aparecido na televisão denunciando ferozmente a fraude das eleições e que todos os que assistiram perceberam que a voz dela tinha eco no mundo e começaram a passar palavra numa espécie de e-mail boca-a-boca. Conta ainda Ana Filgueiras que viu lágrimas nos olhos de homens e mulheres anónimos quando prenunciavam o nome de Ana Gomes e que sentiu o calor de uma admiração guardada como um tesouro no coração dessa gente. Para a esmagadora maioria dos etíopes o apelido de Ana é "Gómez" o que em etíope significa "coragem".
Ana Filgueiras pergunta, e com razão, como é que a nossa imprensa tem passado ao lado disto.
(apenas deixei aqui algumas coisas da carta de Ana Filgueiras, se poderem leiam-na)
publicado por maratonista às 09:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sol & Sombra

. blue Wine

. O Monsto do Espaço

. the day after

. uma pausa

. trabalho infantil

. está calor, não está?

. gaspacho amim, gaspacho a...

. bizantinice

. so beautiful to me

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

.links

.Relógio

blogs SAPO

.subscrever feeds