Segunda-feira, 29 de Agosto de 2005

Recontre

Afinal já não vou fazer uma maratona em Outubro. Não ando com estabilidade psicológica suficiente para aguentar a dureza dos treinos para a maratona. Assim talvez para a Primavera volte a tentar treinar para uma.


Ontem, domingo, no jornal Público, mais um texto de João Bénard da Costa, no presente caso  às voltas com um conto de Guy de Maupassant, Recontre. Belíssimo conto que fala dos nossos medos "E é entre uma e outra hipótese que fica um medo enorme,  o medo das segundas ocasiões perdidas, o medo dos desencontros, o medo do fumo negro do comboio onde qualquer desvio é descarrilamento. O medo do medo. «Só se tem verdadeiro medo do que não se percebe»...Tanto medo de ter medo que deixamos de saber de que é que temos mais medo."

publicado por maratonista às 14:16
link do post | favorito
De Anónimo a 30 de Agosto de 2005 às 01:36
Então Carlos que passa? um abraço (melhores dias virão verás)lyra
</a>
(mailto:notasdelyra@gmail.com)
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres