Segunda-feira, 22 de Agosto de 2005

Dois Camilos

Trago-vos hoje umas coincidências que notei recentemente com dois grandes nomes da literatura portugues, Camilo Pessanha e Camilo Castelo Branco. Um era poeta - Pessanha. O outro romancista - Castelo Branco. Mas para além da coincidência do nome próprio, Camilo, ambos se apaixonaram, absolutamente, por mulheres com o primeiro nome Ana; Castelo Branco por Ana Plácido e Pessanha por Ana de Castro Osório. Ambos os amores acabaram mal; Camilo Castelo Branco suicida-se na prisão de pois de um doloroso processo de adultério posto por esse burguesinho idiota do Porto, Pinheiro Alves, marido de Ana Plácido, e Camilo Pessanha morre no Oriente, refugiado no ópio por agruras do coração. Mas ambos também foram amados por elas. E, em ambos os casos, ambas estavam à altura deles. Ana Plácido teve uma carreira literário, escreveu sob pseudónimos, sobretudo poesia, e esteve na luta que se travou para que as mulheres tivessem também o direito de votar. Ana de Castro Osório, também com trbalho no campo literário e cívico. diz-se que pode ser considerada como a fundadora da literatuta infantil em Portugal.

publicado por maratonista às 20:43
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Anónimo a 24 de Agosto de 2005 às 19:03
É verdade que ambos se chamavam Camilo e pronto.O Castelo Branco não se suicidou em cadeia nenhuma, fê-lo sim em casa, e muitos anos depois de ser absolvido,sendo juiz o pai de Eça de Quieróz, no processo de adultério que lhe foi movido pelo marido da Ana Plácido.
Se é verdade que a Ana Plácio amou o Camilo Castelo Branco a Ana de Castro Osório escreveu, não uma mas imensas vezes que NÃO amava o Pessanha.O mesmo Pessanha não se refugiou no ópio para fugir ás agruras do amor. Sobre as suas razões o mesmo tem muitas "justificações" e delas essa não consta.

Filipe Rebelo
</a>
(mailto:manuel.rebelo.5@netvisao.pt)

Comentar post