Quarta-feira, 27 de Outubro de 2004

Sozinha II

O meu tapete de espanto


Num tear de nostalgia.


(dizia a Princesa do Tempo da Lenda das Amendoeiras, de Ary dos Santos)







  • Ela levantou-se, no dia seguinte,

  • Como se um dia normal fosse

  • E a dor não se transforma-se

  • Num fardo pesado de mais.

  • Abriu a janela e o sol, quente,

  • Cumprimentou-a beijando

  • A sua pele, ternamente, como

  • O amante que ela sempre

  • Desejara e não tivera.


  • E sorriu, feita menina,

  • Ainda assustada pelo sonho mau,

  • Agora feliz por ter acabado

  • E lembrou-se de quando,

  • Do café tinha saído, o olhar

  • Do rapaz moreno do canto

  • E do seu sorriso quente,

  • Quente como este sol que

  • Lhe namora o rosto matinal.


  • Hoje é outro dia e no café,

  • À espera da sua presença,

  • Ela acredita estar outro sorriso

  • quente, quente como o café.




publicado por maratonista às 14:39
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sol & Sombra

. blue Wine

. O Monsto do Espaço

. the day after

. uma pausa

. trabalho infantil

. está calor, não está?

. gaspacho amim, gaspacho a...

. bizantinice

. so beautiful to me

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds