Segunda-feira, 27 de Setembro de 2004

Ela

Ela. Ela. É engraçado mas esta é uma das palavras que eu mais gosto. É a feminilidade da própria palavra que a torna tão atractiva. Ela lembra-nos sempre alguém. Mesmo quando alguém só existe no nosso pensamento, no nosso sonho. Ela será, nesse caso, o nosso desejo.


 Ela, dizia eu, poderia ter qualquer rosto (vêm-me à memória os rostos de Fanny Ardant, Isabella Rosselini, mas são apenas exemplos) os seus cabelos teriam a cor que os deuses achassem por bem, apenas que a minha mão os pudesse afagar, os olhos…ai os olhos, uma da minhas perdições, lagoas onde este naufrago se afogaria de boa vontade, os olhos teriam a cor que o meu coração visse.


 Ela…e lá volto eu…ela…não me canso de dizer esta palavra. É como beijar uns doces lábios vermelhos. Na minha língua este L tem um sabor de um beijo. Ela pôs a mão no meu ombro, fazendo-me virar para ver quem era, e disse – olá à quanto tempo eu estava à tua espera. Porque demoraste tanto?

publicado por maratonista às 19:35
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sol & Sombra

. blue Wine

. O Monsto do Espaço

. the day after

. uma pausa

. trabalho infantil

. está calor, não está?

. gaspacho amim, gaspacho a...

. bizantinice

. so beautiful to me

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds