Quarta-feira, 18 de Agosto de 2004

A menina que escrevia poesia

Havia uma menina que gostava de fazer poesia. Em vez de ir brincar para o quintal preferia pegar em papel e lápis e começava a juntar palavras até elas fazerem sentido da maneira como ela as via dentro de si. Quando acabava largava as folhas pelo chão do quarto, deixava de se interessar por elas. Sabia que a mãe pegava no lixo que ela fazia e o deitava no caixote do lixo e depois, ao fim do dia, ia polo lá fora para ser levado. Durante os anos da sua meninice ela fez muitos poemas; gastou muitas folhas a por o que sentia e via com os seus olhos de menina. Mas o tempo passa e a menina fez-se rapariga, com todos os sonhos e desejos que as raparigas de todo o mundo têm. E depois do tempo e ser rapariga veio o tempo de ser mulher, como em toda a parte do mundo acontece. Veio a carreira. Veio o compromisso com outra pessoa. Vieram os filhos. Enfim veio tudo o que é comum na vida vir a acontecer com a sucessão de alegrias, tristezas e problemas que têm de ser resolvidos.
Um dia, já com algum cansaço da vida, numa visita a casa dos pais, trocava confidências com a mãe, e esta apercebendo-se desse cansaço, quiçá desilusão, foi buscar uma mala que tinha guardada por cima do guarda-fatos. Disse-lhe:
- Quero mostrar-te uma coisa. Quando eras pequena brincavas pouco mas escrevias muito e coisas muito bonitas. Durante estes anos todos guardei estas folhas como uma preciosidade para mim. Era a ternura da minha menina derramada em folhas de papel. Agora acho que precisas de ir ao encontro dessa menina que já foste.
E abrindo a mala deu-lhe a ler aqueles versos que a menina que ela fora escrevera.
E enquanto lia, com lágrimas nos olhos, aqueles versos ela reencontrou a menina dentro de si.

(É um conto a pedido e um pouco de rajada, espero que gostem)
publicado por maratonista às 11:44
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 19 de Agosto de 2004 às 09:26
Por falta de imaginação, repito o meu obrigado de ontem.. As tuas palavras põem-me de novo de bem com a vida...fernanda
(http://fernanda.blogs.sapo.pt)
(mailto:fernandadias@sapo.pt)
De Anónimo a 18 de Agosto de 2004 às 18:29
OBRIGADO OBRIGADO OBRIGADO OBRIGADO OBRIGADO!
Sem força para mais palavras.
Obrigado, meu amigofernanda
(http://fernanda.blogs.sapo.pt)
(mailto:fernandadias@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sol & Sombra

. blue Wine

. O Monsto do Espaço

. the day after

. uma pausa

. trabalho infantil

. está calor, não está?

. gaspacho amim, gaspacho a...

. bizantinice

. so beautiful to me

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds