Quinta-feira, 12 de Agosto de 2004

Um continho

Era um sapinho vulgar igual aos outros sapos que viviam naquele pequeno charco. Mas uma coisa ele tinha de diferente em relação aos outros: sonhava. O desejo dos outros sapos que com ele viviam era arranjarem um charco maior, quem sabe se um lago, mas ele não. O seu sonho era outro mas ele não o conseguia defenir ou explicar bem. Dizia apenas que queria ser mais, coisa que deixava ou outros sapos perplexos porque, para eles sapos, ser significava ser sapo, era aquilo que eles eram queriam e gostavam de ser. Mas o sapinho não (apartir daqui vou-lhe dar um nome: Felício), queria ser mais mesmo que não soubesse o que queria ser.
Um dia Felício decidiu sair do charco e ir dar uma volta pelo terreno à sua volta. Pulou durante algum tempo até que foi dar a uma pedra onde estava sentado um ser com umas vestes muito coloridas. Quando o viu perguntou-lhe:
- Quem és tu?
- E o ser respondeu-lhe: sou o feiticeiro responsável por todas as coisas e seres deste lugar.
- Que bom disse, o Felício, porque tenho um problema para ti. Todos os meus amigos no charco estão contentes com o que são mas eu não. Porquê?
O feiticeiro, depois de estar algum tempo parado a pensar, disse-lhe:
- Creio que a razão é que nasceste com a capacidade de sonhar, e isso significa que não és um sapo, apenas tens a sua aparência.
- Mas então o que sou eu, perguntou o Felício.
- Tu só podes ser um humano, e é realmente estranho como estás dentro desse corpo de sapo. Espera, deixa-me pansar um pouco.
O feiticeiro ficou a pensa algum tempo. Tinha o sobrolho franzido e olhar perdido no horizonte. Por fim disse:
- Já sei! Tu não estás dentro do corpo de um sapo, o que acontece é que olhas para ti como se fosses um sapo e assim os outros seres tambem te vêm como um sapo. Tens que te convencer que não és um sapo, mas um ser humano.
- E como faço isso, perguntou o Felício
- É fácil, disse o feiticeiro, tens que te deitar à sombra desta pedra, dormir e ter um sonho bonito. Quando acordares já estarás mudado. Mas não serás um ser humano igual a muitos outros, serás melhor porque passaste por uma provação e te superaste.
E assim aconteceu, porque os sonhos bonitos são para se realizar, podem demorar mas acontecem.

Este conto é dedicado a uma menina que anda muito triste.
publicado por maratonista às 11:27
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 13 de Agosto de 2004 às 16:38
A visita aqui valeu a pena, como eu imaginava. O conto está lindo, e retrata um pouco de todos nós. Até eu já fui Felicio! Vou ler o resto do blog. Abraço e obrigado por tudo!fernanda
</a>
(mailto:fernandadias@sapo.pt)
De Anónimo a 12 de Agosto de 2004 às 12:06
"E assim aconteceu, porque os sonhos bonitos são para se realizar, podem demorar mas acontecem." Até knd eu vou viver num corpo de sapo mas só com uma diferença...sem sonhos!Não tenho sonhos...vivo num pesadelo!kria tanto k isto mudasse amigo...mas agora quando eu pensava k n tinha mais nada a perder...perdi o k tinha de mais importante na minha vida...
obrigada por me enxeres o coraçao com estas historias ;) beijinho***Tita
(http://www.titinhah.sapo.blogs.pt)
(mailto:titinhah@hotmail.com)

Comentar post