Sexta-feira, 5 de Maio de 2006

grandes vigaristas

    Sempre tive uma grande admiração pelos grandes vigaristas. Não estou a falar de políticos, esses são vigaristas pura e simplesmente, nem daqueles fulanos que aproveitando-se dos lugares que ocupam fazem um qualquer tipo de vigarice. Estou a falar daqueles individuos que têm grandes capacidades de invenção e efabulação, e delas se aproveitam para enganar o seu semelhante. Sei que não é bonito ou aceitável, mas de qualquer maneira têm a minha admiração pelo seu génio. Tivemos um caso desses aqui em Portugal nos principios do séc. XX e o seu nome era Alves dos Reis mas noutros países há-os em maior número. A Scotland Yard já perdeu a conta ao número de vezes que a coluna de Nelson foi vendida mas o caso que mais me impressionou foi o da venda da Torre Eifel. O caso passou-se, se não estou em erro, nos anos 50 do século passado e foi o que se segue:
    Francois (nome fictício), comerciante abastado da província, chaga a Paris para a sua primeira visita à capital. Hospeda-se e vai dar uma volta para ver os monumentos, obviamente a Torre Eifel é um dos lugares de visita. Está cá em baixo a admirar o monumento quando ao lado dele se posta um cavalheiro bem vestido que mete conversa com ele.
- É um belo monumento não é?
- É. Faz-nos sentir orgulhosos de ter sido criada por um francês.
- É verdade, é um orgulho...é pena termos de a vender ao estrangeiro.
-!!Perdão!!
- Sabe como é...à desculpe, não me apresentei. Chamo-me Pierre D. (nome fictício), sou ministro da républica para os monumentos.
    Apertam as mãos e o vigarista continua:
- Com o esforço para reconstruir o país depois da guerra os cofres da républica estão vazios. Já nem temos dinheiro para manter todos os monumentos. Portanto temos que vender alguns. Aqui a torre deverá ser vendida aos americanos.
- Não é possível! Alguma coisa tem de se arranjar para evitar isso!
- Não vejo como. Temos de a vender por 10 milhões de francos antigos e não vejo mais nenhuma solução.
- Espere aí. Eu vou já ter com alguns amigos da minha zona e juntamos isso com facilidade. Daqui a um mês venho cá com o dinheiro e a torre fica em Paris.
- Não virá a tempo. Temos que ter 2 milhões para a semana, como lhe disse os cofres estão vazios.
- Não há problema, essa quantia tenho eu no banco. Vamos lá e dou-lhe de adiantamento os 2 milhões ficando o resto para daqui a um mês.
    Está-se mesmo a ver o que aconteceu, não é verdade. O comerciante entregou os 2 milhões a troco de um papel assinado e quando voltou no mês seguinte é que a polícia lhe explicou que tinha sido ludibriado.
    Enfim, um vigarista com classe.
publicado por maratonista às 13:43
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De Aragana a 5 de Maio de 2006 às 16:24
Sim senhora!!!! Isso sim.. é classe...
E se eu vendesse o Mosteiros dos Jerónimos.. era uma boa não era?

Beijinhos e bom fim de semana!
De sofia a 5 de Maio de 2006 às 21:30
Que pérola! Beijinho
De Lucina Moon a 8 de Maio de 2006 às 13:00
Classe? Neste caso, eu diria que houve alguma imaginação. Também não é preciso muita, para ludibriar os mais crédulos. A história tem piada, Carlos, mas julgo que todos sorrimos da ingenuidade do comerciante abastado, e nem sequer pensamos que com muita frequência alguém nos "passa a perna" de modo mais ou menos subtil, sem, na altura, darmos por isso. Bem, eu falo apenas por mim...
:)

Um abraço

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Sol & Sombra

. blue Wine

. O Monsto do Espaço

. the day after

. uma pausa

. trabalho infantil

. está calor, não está?

. gaspacho amim, gaspacho a...

. bizantinice

. so beautiful to me

.arquivos

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds